Sociable

terça-feira, 25 de maio de 2010

O Nome de Deus

Nós cristãos, ou pelo menos a grande maioria de nós, já ouvimos falar da maneira como os judeus tratam o Nome de Deus. O respeito e as precauções tomadas quando se pronuncia ou se escreve o Seu Nome.

É muito comum, por exemplo, que em textos judaicos a palavra Deus apareça com uma vogal suprimida, como em D-us. Quando a palavra deve ser escrita, o rigor é ainda maior. Um dos muito procedimentos adotados é o de se inutilizar uma pena que tenha sido usada pra escrever o nome de Deus.

Minha curiosidade me fez buscar algumas explicações mais acuradas para tudo isso. Achei alguns comentários interessantes no site Judaism 101, que aliás é referência em assuntos judaicos.

Vamos começar com a pergunta: Qual o significado dos "nomes" para o povo judeu?
A resposta a essa pergunta é essencial para a compreensão da maneira como o nome (ou os nomes) de Deus é tratado no judaísmo.

"
No pensamento judaico, um nome não é apenas uma designação arbitrária, uma combinação aleatória de sons. O nome traduz a natureza e a essência da coisa nomeada. Ele representa a história e a reputação do ser nomeado. Muitas vezes nos referimos à reputação de uma pessoa como o seu "bom nome". Quando uma empresa é vendida, uma das coisas que podem ser vendidas é a "boa fama" da empresa, isto é, o direito de usar o nome da empresa, a dimensão simbólica da marca. O conceito hebraico de um nome é muito semelhante a essas idéias.
Um exemplo desse uso ocorre em Êxodo 3:13-22, quando Moisés pergunta a Deus qual é o Seu nome. Moisés não está perguntando "como devo chamá-lo", mas sim, pergunta "quem é Você, como Você é, o que Você fez". Isso fica evidente a partir da resposta de Deus. Deus responde que Ele é eterno, que Ele é o Deus dos seus antepassados, que viu a sua aflição e os redimiu da escravidão.
Assim, os judeus acreditam que, já que um nome representa a reputação da coisa nomeada, esse nome deveria ser tratado com o mesmo respeito que a reputação da coisa. Por esta razão, os nomes de Deus, em todas as suas formas, são tratados com enorme respeito e reverência no judaísmo. " (Judaism 101, por Tracey Rich. Traduzido e adaptado por mim).

Acredito que essa dimensão por si só já poderia explicar os procedimentos judaicos ante os nomes de Deus. Sigamos um pouco mais além na análise para descobrir porque os judeus não escrevem o nome de Deus com freqüência. Muitos poderiam pensar que essa prática vem do mandamento de Êxodo 20:7: Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão. Esse mandamento se refere à blasfêmia ou a um falso juramento em nome de Deus, um uso mentiroso do nome.

O site revela a origem da preocupação: "O Judaísmo não proíbe de escrever o nome de Deus, por si só, proíbe apenas que se apague um nome de Deus. No entanto, os judeus evitam escrever qualquer nome de Deus casualmente por causa do risco de que o nome escrito possa ser posteriormente apagado, obliterado ou destruído acidentalmente ou por alguém que não possui melhor conhecimento". Deuteronômio 12:1-5 justificaria essa proibição quanto a se apagar o nome de Deus.

Mas, afinal, qual é o nome de Deus?
Sempre tive uma noção um pouco equivocada. O nome que muitos pensam que é efetivamente o Nome de Deus, Jehovah, na verdade, é mais um artifício que os judeus usaram para evitar de escrever o Nome. O nome mais importante que foi usado para representar Deus, na verdade, foi YHVH (as letras hebraicas Yod-Hei-Vav-Hei). O que aconteceu foi que os antigos mestres das escrituras judaicas usavam as vogais hebraicas da palavra Adonai (meu Senhor) entre as consoantes do Nome: J-e-H-o-V-a-H. As traduções da Bíblia que passaram a ser utilizadas pelos cristãos se basearam em escritos judaicos que usavam esse artifício.

Outra prática comum era abreviar o nome. Assim, YHVH se tornou Yah (YH, como em Halleluyah, ou Aleluia, que significa "Louvores a Yah"), Yahu (como em Eliyahu, ou Elias, que significa "Deus é o meu Senhor") ou Yeho (YHV, como em Yehoshua, que significa Josué ou Jesus). Desafortunadamente, com a destruição do templo, a pronuncia de YHVH foi proibida e caiu em desuso. Apesar de alguns estudiosos terem tentado passar de geração em geração a pronuncia correta do nome, com o tempo ela foi perdida. Hoje, vários rabinos discutem quanto à pronuncia correta desse Nome.

Nenhum comentário: